Muitos criminosos tem os idosos como alvos de seus golpes, sejam à distância como nas fraudes por telefone ou internet, ou presencialmente por meio de invasão de domicílio. A proporção de crimes contra a propriedade e crimes violentos é maior para idosos e pessoas entre 50 e 64 anos do que para jovens entre 25 e 49 anos. Portanto, é preciso que tanto as pessoas de mais idade quanto os seus parentes mais jovens pensem em adotar um plano de segurança em casa, que ajude a espantar os bandidos e deixar o ambiente mais tranquilo para aqueles que já estão na “melhor idade”.

  • Tranque janelas e portas. Pode parecer senso comum, mas a falha em trancar janelas e portas repetidamente pode, e costuma acontecer, facilitar a entrada de assaltantes na casa.
  • Pense em uma campainha inteligente. A tecnologia agora permite que campainhas forneçam um feed de vídeo para o smartphone ou tablet de uma pessoa por Wi-Fi. Isso permite que os residentes vejam quem está na porta e conversem com essa pessoa sem precisar abrir a porta. Alguns produtos, como o Ring, registram atividades de movimento e gravam vídeos curtos de fora da casa.
  • Não compartilhe ou deixe chaves. Evite deixar as chaves embaixo de uma esteira ou em um vaso de flores. Outros podem estar assistindo suas ações e obter acesso à sua casa enquanto você estiver ausente.
  • Peça Identificação. Quando prestadores de serviço ou outras pessoas chegarem à porta, verifique suas credenciais pedindo para ver alguma identificação. Além disso, caso não tenha solicitado nenhuma visita técnica, não abra a porta.
  • Obtenha um sistema de segurança residencial. A melhor proteção contra assaltantes é um alarme de segurança doméstica. Além de informar aos vizinhos caso a residência seja invadida, o simples aviso de que a casa é protegida por um sistema de câmeras e alarmes já costuma ser o bastante para manter os criminosos longe.
  • Instale uma caixa de correio com bloqueio. As caixas de correio bloqueadas restringem o acesso a informações confidenciais, como números de contas bancárias, enviadas pelo correio. Verifique se cheques ou extratos bancários são enviados pelo correio e suspenda o serviço sempre que possível. O ideal é apostar sempre no meio eletrônico para comunicações desse tipo.
  • Use automação residencial. A automação residencial (“casa inteligente”) pode ser utilizada para acender as luzes, ajustar o termostato, trancar as portas e muito mais. Então ela pode ser útil para aqueles que esquecem de trancar as portas, além de ajudar a dar a impressão de que a casa está “cheia” mesmo quando ninguém estiver no local, por meio do acendimento das luzes. Por fim, a “casa inteligente” também facilita a entrada do idoso, que não perde tempo na rua tentando abrir a porta (situação que o deixa vulnerável).
  • Adote um cachorro. Cães podem ser um trunfo para idosos. Os cães fornecem companhia e podem latir ou alertar os idosos se alguém estiver ao redor ou dentro de casa.