Golpe do Whatsapp usa saque do FGTS como isca

A expectativa para o início da liberação do FGTS (as cotas de até R$ 500,00) essa semana tem feito muitos brasileiros esquecerem as medidas de segurança digital e colocarem seus celulares em risco. Isso porque um novo golpe, que usa como isca o saque do FGTS, tem rodado pelo Whatsapp e já atingiu mais de 100 mil pessoas no país.

Leia também: Cresce número de golpes no Instagram

De acordo com o site dfnfr lab, laboratório especializado em segurança digital da PSafe, esse número foi registrado em apenas dois dias e tende a aumentar muito. Mais de 2 mil pessoas recebem, acessam ou compartilham o link malicioso – distribuído por criminosos – a cada hora.

Golpe do falso premio

Como funciona o golpe

Ao abrir o site, uma pesquisa falsa da Caixa Econômica, contendo perguntas como “Deseja sacar todo seu FGTS ou parcial?” e “Você sacou algum valor do FGTS nos últimos 3 meses?”, promete te informar quanto você poderá sacar e quando o benefício será liberado.

Ao final, o site solicita a ativação das notificações no navegador do celular e pede que o usuário reenvie o material para mais 10 contatos. O objetivo é abrir caminho para ataques futuros. A ativação dessas notificações permite que, quando desejarem, os golpistas possam enviar links diretamente ao seu celular. Com isso, os hackers aumentam as chances de clique e garantem uma rede de potenciais vítimas para golpes.

E não para por aí. Quem acessa o link também é redirecionado para uma página de cadastro. É nessa página que os criminosos conseguem registrar seu número de telefone de maneira oculta em serviços pagos de SMS.

Depois disso, pode esperar: mensagens não solicitadas, como assinaturas de notícias de futebol, por exemplo, começarão a aparecer no seu celular e seus créditos acabarão bem rápido.

Bem elaborada, a página da falsa pesquisa utiliza toda a identidade visual da Caixa Econômica e os logos do FGTS, além de contar com falsos depoimentos de pessoas que teriam conseguido liberar o benefício após responder todo o questionário.

Como evitar

Já falamos aqui muitas vezes, mas nunca é demais reforçar: Não clique em links do Whatsapp que você não saiba exatamente do que se tratam. Principalmente se eles forem ligados a promoções e ofertas muito tentadoras e mirabolantes. Recebeu um link suspeito? Antes de clicar, procure rapidamente informações sobre ele no Google. Com certeza alguém já foi vítima antes de você e será possível encontrar uma reclamação.

Além disso, no caso do saque do FGTS, todos os principais sites de notícias já passaram informações de como realizar a consulta, além de o próprio site da Caixa ter uma página exclusiva para isso. Mas se mesmo assim você não conseguiu identificar qual valor poderá sacar e em qual data seu FGTS será liberado, vá a uma agência da Caixa Econômica e converse diretamente com um atendente.  

É importante também que você nunca ative o sistema de notificação do navegador do celular em sites desconhecidos. Simplesmente negue e saia do portal. Para quem deseja segurança extra, uma série de aplicativos podem rastrear esse tipo de golpe e evitar que o site do criminoso seja carregado.

Segurança da Família

Sobre a causa

Enquanto o Estado e gestores públicos não acabam com a violência, o que resta ao cidadão? Adotar medidas de defesa, mudando comportamentos pessoais e tudo mais que estiver a seu alcance! No "Segurança da Família" você terá acesso a informações sobre como se defender e evitar a violência, além de conhecer melhor os seus direitos! Leia mais

Envie seu Comentário

76 + = 85