Golpe da venda porta a porta

Você já ouviu falar do golpe do travesseiro? Ou do golpe das panelas? Pois um casal de idosos em Curitiba já. Eles foram enganados e tiveram um prejuízo de 9 mil reais. E eles não são os únicos. Esses golpes são aplicados diariamente em todo o Brasil.

Como o golpe acontece

Mas, afinal: que golpes são esses? Vamos explicar! No caso dos idosos de Curitiba, um casal estacionou na frente da casa deles com o carro repleto de travesseiros à venda. Eles explicaram que são vendedores de porta em porta, entregaram o produto para que os idosos pudessem olhar e informaram que inclusive aceitavam cartão.

A idosa se interessou pelos travesseiros e decidiu comprar alguns. É aí que o prejuízo começa: Ela passou o cartão três vezes e nada apareceu na maquininha. Informada de que era a máquina que estava com defeito, ela passou então o cartão do marido.

Os idosos passaram a quantia de R$ 65, que era o preço cobrado pelo travesseiro, várias vezes na máquina de cartão, com mais de um cartão de crédito, pois os vendedores diziam que os cartões não estavam funcionando. Depois de inúmeras tentativas, eles desistiram da compra e os vendedores foram embora.

Mais tarde, os idosos foram até a agência bancária e descobriram, no extrato, cinco compras de autoria desconhecida. O casal de idosos não foi ressarcido pelo banco e o caso atualmente é investigado pela Delegacia de Estelionato.

Golpes semelhantes

Como já falamos, esse não é o único caso. Outro golpe muito famoso que envolve venda de porta em porta é o das panelas. Nos mesmos moldes do anterior, o golpista escolhe casas com pessoas idosas ou que aparentem ser mais vulneráveis, como mulheres sozinhas, deficientes, entre outros, e apresenta um conjunto de panelas que tem à venda.

Ele explica que só possui um kit no carro, por isso precisará ir buscar mais panelas para poder concluir a venda. Ele pega o dinheiro ou passa o cartão e se vai para buscar a mercadoria. Em alguns casos ele chega a deixar uma única panela na casa da vítima, para que ela se sinta mais segura de que não é um golpe. Mas é. Ele nunca mais retorna e a vítima, quando muito, fica com uma panela pelo preço de um kit completo.

golpes contra aposentados

Como evitar

Os golpes de porta em porta são cada vez mais comuns e a população precisa estar atenta. Não confie em pessoas que vendam qualquer tipo de produto dessa forma, não passe o cartão em maquininhas na rua, sempre prefira comprar os produtos em um estabelecimento fixo.

Já ouvimos relatos de casos muito parecidos que envolviam travesseiros, jaquetas, relógios, panelas, sapatos, enfim, todo tipo de material é oferecido e as condições são sempre as mesmas: preço muito bom, produto de primeira linha, vendedor de porta em porta e uma longa história para contar sobre como conseguiu aquelas mercadorias. Então, não se engane. As chances desse tipo de transação ser golpe são enormes.

Se mesmo com essas recomendações você decidir que não pode perder a oportunidade e quiser comprar algo desses vendedores, tenha sempre o dinheiro em mãos e só entregue quando estiver com o produto. Se a pessoa te falar que precisa buscar em outro lugar o item, só pague quando ela voltar. E nunca, nunca, passe o cartão de crédito.

Segurança da Família

Sobre a causa

Enquanto o Estado e gestores públicos não acabam com a violência, o que resta ao cidadão? Adotar medidas de defesa, mudando comportamentos pessoais e tudo mais que estiver a seu alcance! No "Segurança da Família" você terá acesso a informações sobre como se defender e evitar a violência, além de conhecer melhor os seus direitos! Leia mais

Envie seu Comentário

5 + 5 =