Cuidados com a segurança no carnaval

Furtos, roubos e assédio estão entre as principais denúncias nessa época do ano. Saiba como cuidar da sua segurança no carnaval

Se tem uma festa que une todos os brasileiros, de norte a sul, é o carnaval. Seja nos sambódromos, nos trios elétricos de salvador, no frevo de Pernambuco ou nos blocos de rua das cidades do interior, todos saem de casa com o mesmo objetivo: se divertir.  Na verdade, quase todos.

Prevendo a aglomeração  de pessoas, a falta de atenção de quem já ingeriu bebida alcoólica e o clima de descontração que deixa todos menos em alerta, os criminosos estão sempre presentes nas festas e podem fazer com que a alegria do carnaval se transforme em dor de cabeça para os foliões.

Pensando nisso, vamos falar sobre os principais cuidados que você deve tomar caso decida rasgar a fantasia e cair na folia.

– Principais riscos

– Dicas de segurança no carnaval

– Entenda que “não é não”

Os principais riscos

Por mais que existam diversos eventos carnavalescos espalhados pelo Brasil, conforme falamos acima, o principal foco dos bandidos é, sem dúvida, a festa de rua. Seja no frevo ou no bloquinho, os blocos de carnaval de rua estão atraindo cada vez mais público nos últimos anos  e por isso se tornam mais perigosos.

“Entre os perigos que o folião poderá enfrentar estão os pequenos furtos de carteiras, celulares, óculos”, explica a especialista Gabriela Cardozo, CEO do Grupo Atual Victoria.  Com muitas pessoas ao redor, fica difícil controlar caso alguém tente retirar celulares dos bolsos, abrir mochilas… e é por isso que o folião precisa de atenção, não só diversão.

A relações púbicas Vivian Tracchi viu seu carnaval se transformar em preocupação e dor de cabeça em 2017. “Fui roubada no bloquinho ‘Tô de Bowie’, no centro de São Paulo. Conforme a aglomeração, rasgaram a minha bolsa e levaram a minha carteira. Sorte que o celular estava escondido a roupa”, conta. Desde então a jovem, de 31 anos, passou adotar medidas de segurança no carnaval para poder aproveitar a festa sem problemas.

Dicas de segurança no carnaval

“Os cuidados que tomo hoje em dia são: não levar mais bolsa, deixar o celular o mais escondido possível e levar dinheiro com notas trocadas para facilitar a compra. E não levo mais cartão também”, relata. Depois de passar pelo susto em 2017, Vivian conta que hoje evita bloquinhos de rua muito cheios e prefiro ficar em algum barzinho que seja rota dos blocos.

Gabriela Cardozo conta que a melhor forma de se prevenir é utilização das bolsas pequenas transversais com o mínimo necessário à diversão. “Sugerimos um documento de identificação (RG ou Habilitação), um cartão de crédito/débito que você poderá deixar em casa, a anotação do número e telefone para caso de cancelamento, e uma quantidade em dinheiro necessária para esse evento”, lista.

Bermudas com bolsos embutidos também ajudam, e caso seu celular seja de algum modelo muito cobiçado a especialista aconselha que se use um aparelho mais antigo com seu chip, para que você não fique sem se comunicar mas que não tenha um prejuízo tão grande em caso de perda ou furto.

Veja mais algumas dicas de Gabriela Cardozo:

– Além de ser difícil conseguir controlar em aglomerações animadas como o carnaval, se alguém abrir sua bolsa ou mochila você talvez não consiga relaxar e curtir a festa,  preocupado com os pertences e a segurança deles! O ideal é ir leve com o mínimo necessário, se possível!

– A melhor opção em relação a dinheiro é um cartão de débito, porém um pouco de dinheiro em espécie considerando eventos de rua pode salvar a sua sede, caso o vendedor de água, por exemplo, não possua a maquininha! Mas lembre-se: pouco, pois estamos falando de um evento popular com muita aglomeração é um potencial aumento de risco de furtos!

– Se não for possível usar um celular substituto sem nenhum valor para os mal-intencionados de plantão, use pochetes ou doleiras discretas, e sempre mantenha guardado nos bolsos da frente, bolsos traseiros, pois mais animação, e mais bebidas, irão te deixar bem mais vulnerável!

–  Use roupas que possuam bolsos na frente, como shorts de academia ou de corrida. Eles são bem-vindos para que você se sinta seguro e possa realmente aproveitar a folia!

“Não é Não”

Para finalizar, a dica de segurança no carnaval agora é para as mulheres. Grandes aglomerações e álcool envolvido são um prato cheio para que abusadores ultrapassem os limites do seu espaço físico.

“Uma das ocorrências mais comuns dos últimos carnavais, infelizmente, é a de violência contra a mulher, não pense duas vezes em solicitar ajuda policial ou da segurança caso sinta-se constrangida ou ameaçada de alguma forma porque afinal de contas, em qualquer circunstância: não é não!”, diz Gabriela.

Fique atenta a copos e garrafas, que não devem ficar desprotegidos, e siga aquele velho conselho de mãe: não aceite nada de estranhos. Sabemos que o conselho aqui deveria ser o contrário, que deveríamos dizer para os homens respeitarem a vontade das mulheres e não forçarem uma situação que não seja com consentimento.

Mas com a realidade da nossa sociedade, onde mulheres são vítimas de abuso todos os dias, precisamos relembrar que você fique atenta, tente não andar sozinha em locais mais isolados e se proteja de possíveis riscos.

Segurança da Família

Sobre a causa

Enquanto o Estado e gestores públicos não acabam com a violência, o que resta ao cidadão? Adotar medidas de defesa, mudando comportamentos pessoais e tudo mais que estiver a seu alcance! No "Segurança da Família" você terá acesso a informações sobre como se defender e evitar da violência, além de conhecer melhor os seus direitos!

Envie seu Comentário

31 + = 32