Câmera de segurança a baixo custo, saiba como ter a sua

Smartphone antigo e sem uso pode funcionar como ferramenta de monitoramento

A insegurança, o aumento da criminalidade e o medo diante de situações de risco nas grandes cidades fazem com que cada vez mais pessoas adotem medidas preventivas para se sentirem mais seguras. Você já pensou em ter uma câmera de segurança em casa ou no escritório?

A possibilidade de vigilância e de estar com os olhos sempre atentos ao que acontece nesses lugares tão importantes é o sonho de muita gente. No entanto, a solução esbarra diretamente em questões financeiras. Afinal, tanto adquirir um sistema de segurança quanto contratar uma equipe de monitoramento, não são serviços tão baratos e acessíveis ao grande público.  

É bem possível que em algum momento você tenha trocado de celular por uma versão mais moderna e compatível com suas necessidades sem que tenha descartado o aparelho antigo, certo? Você sabia que seu velho smartphone pode se tornar uma câmera de segurança? Aliado a um aplicativo grátis, ele pode permitir que você saiba exatamente o que acontece em casa ou no escritório em tempo real.

câmera de segurança

Seu antigo smartphone pode se tornar um aliado na vigilância do seu patrimônio

 

Como funciona

A ideia até pode parecer complicada inicialmente, mas basta que seu antigo celular tenha uma câmera traseira que funcione.

Diferentes aplicativos estão disponíveis no mercado para desempenhar essa tarefa. Entre os aspectos em comum entre eles está a necessidade de que o aparelho seja conectado à uma rede wi-fi e ao carregador, já que as horas de gravação podem fazer com que o celular desligue e perca sua função. Prefira posicionamentos próximos a tomadas ou invista em cabos de energia mais longos.

O aplicativo que funciona como câmera de segurança deve ser baixado tanto no smartphone que ficará em casa ou no escritório, quanto naquele que fará o “monitoramento”. Em ambos os aparelhos é preciso fazer login com a senha utilizando as mesmas credenciais.

Depois de conectados, alguns apps oferecem funções mais específicas, como detectar movimentos ou criar um grupo de pessoas habilitadas a ver imagens e determinar ou modificar senha.

No caso de alguns aplicativos, é possível utilizar mais de um aparelho como câmera de segurança, permitindo uma visão ainda mais ampla dos ambientes.

Para melhor posicionamento, você pode utilizar até mesmo tripés ou suportes automotivos, por exemplo. É fundamental, também, levar em conta o ângulo da câmera, evitando que a imagem tenha partes cobertas ou pontos cegos. O ideal é posicionar o celular em cantos ou em um patamar mais alto, apontando ligeiramente para baixo.

câmera de segurança

 

Versões pagas

Os aplicativos mais conhecidos desse segmento, como o Alfred e o Perch, são gratuitos e estão disponíveis nas principais plataformas, como o Android e o iOS. No entanto, quem quer e precisa de funcionalidades extras pode optar pelas versões pagas.

No caso do Alfred, outras funções incluem vídeo em alta definição, capacidade de dar zoom nas imagens e armazenamento dos vídeos na nuvem por 30 dias (R$ 7,91 ao mês por 12 meses). Quem quer remover os anúncios do app pode optar por um pagamento único de R$ 51,99.

 

 

 

Leia também

Monitoramento em tempo real é realidade para segurança em residências

Tecnologia e segurança caminham lado a lado no combate ao crime

Segurança da Família

Sobre a causa

Enquanto o Estado e gestores públicos não acabam com a violência, o que resta ao cidadão? Adotar medidas de defesa, mudando comportamentos pessoais e tudo mais que estiver a seu alcance! No "Segurança da Família" você terá acesso a informações sobre como se defender e evitar da violência, além de conhecer melhor os seus direitos!

Envie seu Comentário

82 − = 76