Quando se trata das atividades online de seus filhos, você precisa garantir que eles estejam protegidos! A segurança de dados de toda família é essencial e  aprender algumas dicas de segurança online para crianças pode ajudar a mantê-las bem.

À medida que computadores e dispositivos conectados à Internet se tornam mais comuns – para trabalho, diversão ou tarefas escolares – pode ser mais difícil para os pais proteger seus filhos de inúmeras ameaças na Web.

Acidentes domésticos

Existe uma grande variedade de perigos que podem afetar crianças on-line.

Contato com pessoas indesejáveis, incluindo:

  • Predadores
  • Cyberbullies
  • Golpistas

Conteúdo impróprio, como:

  • Conteúdo sexualmente explícito – principalmente imagens e vídeos pornográficos.
  • Conteúdo violento ou gráfico – como violência ou atos de agressão.
  • Conteúdo obsceno ou inapropriado para a idade – como linguagem obscena ou uso de drogas e álcool.
  • Downloads de materiais pirateados – incluindo arquivos de música ou vídeo.

Como fornecer segurança na Internet para crianças?

Para os pais, o gerenciamento de acesso é crítico e isso assume duas formas amplas:

– Software de controle parental – geralmente vem com soluções de segurança da Internet e permite que você gerencie o tempo que seu filho passa on-line.

– Programas antivírus – ajuda a lidar com questões como spyware e vírus de sites que seus filhos podem visitar sem querer.

Os recursos de controle dos pais permitem controlar todos os aspectos da experiência na Internet do seu filho. Isso pode incluir qualquer coisa, desde a quantidade de tempo que eles podem gastar online, até os aplicativos e sites que eles podem usar. Qualquer tentativa de usar programas bloqueados será interrompida e registrada no log do programa para visualização posterior.

Se você preferir configurações mais avançadas, também pode limitar a correspondência com contatos específicos nas redes sociais, restringir as mensagens que contêm detalhes pessoais ou até impedir que mensagens com certas palavras ou frases sejam enviadas.

Um programa de controle parental de alta qualidade fornece energia e transparência, facilitando a configuração de restrições para cada usuário. A proteção antivírus é igualmente necessária! Sites que parecem legítimos podem de fato levar códigos maliciosos. Como alternativa, eles podem redirecionar seu filho para um site falso, com a mesma aparência, mas na verdade contém um keylogger ou vírus de computador.

Para garantir que as informações pessoais de seu filho não sejam coletadas sem o seu conhecimento, defina uma programação regular para verificações automáticas de vírus e execute também uma verificação profunda do sistema todos os meses.

Ensinar seus filhos sobre os riscos da atividade online pode ser outro passo importante para manter a experiência deles segura, divertida e protegida. No entanto, manter as crianças seguras no playground da Internet pode ser um desafio. Afinal, não há professores para vigiá-los – e você certamente não pode monitorá-los a cada minuto. Então, antes de entregar um computador ou dispositivo móvel a seus filhos, você deve ter uma discussão apropriada à idade sobre o que eles devem ou não fazer.

Primeiro, defina limites para o tempo online. Quando o tempo online não está ocioso, há uma chance menor de chegar a partes indesejáveis ​​da web.

Diga a seus filhos para conversar com você antes de compartilhar informações como o nome ou endereço ou falar com alguém que conhecerem online. Eles devem avisar imediatamente se virem algo que os perturba ou assusta.

Tratar os outro online como eles gostariam de ser tratados é um valor igualmente importante para ensinar seus filhos. O anonimato na web pode fazer com que alguém diga coisas cruéis que normalmente não fariam – nem mesmo crianças. Se eles ajudarem a tornar a Web um lugar melhor, ficarão mais felizes com ela.