Segurança dos filhos em locais públicos

Sair de casa para passear, conhecer espaços e pontos turísticos em família ou mesmo sair para jantar. Essas atividades, que fazem parte da rotina de todas as famílias, pode também apresentar alguns riscos para a segurança dos filhos. É preciso tomar alguns cuidados com as crianças em locais públicos, para que elas não se percam ou mesmo não conversem com pessoas mal intencionadas.

Pensando em como ajudar as famílias e sentirem mais tranquilidade com os pequenos em locais públicos, preparamos as dicas a seguir.

Ensine seu número de telefone

Crianças a partir de 3 ou 4 anos já conseguem decorar com facilidade o telefone dos pais, então não deixe de fazer esse exercício com frequência em casa. Fale seu número de celular para seu filho, pergunte algumas vezes, deixe anotado em algum lugar que ele consiga sempre visualizar, assim essa informação ficará gravada na memória.

Além disso, é importante aumentar a segurança colocando na criança uma pulseira de identificação, principalmente quando for a lugares com muito movimento, como praias e shoppings.

A quem pedir ajuda

Sempre que chegar a um lugar público, ensine seu filho com quem falar em caso de emergências. Mostre para ele quem são os seguranças, como estão vestidos, e oriente que ele sempre fale com alguém que trabalha no local.

Pontos de encontro

No caso de crianças bem pequenas, é importante dizer que caso o ideal é continuar no mesmo local em que se perdeu, nunca sair para procurar os pais. Dificilmente uma criança muito nova estará em uma distância tão grande de você, então pedir que ele não te procure pode ajudar muito na sua busca.

Caso seja uma criança um pouco maior, com mais de 7 ou 8 anos, marque um ponto de encontro com ela. Assim que chegar ao local mostre onde ela deve te esperar caso se perca. No shopping, escolha uma loja que ela já conheça ou então alguma que seja bastante chamativa. Quanto mais fácil de visualizar o local de longe, melhor! Isso porque no nervosismo a criança pode se esquecer do nome da loja. Facilitar escolhendo um local com um letreiro todo amarelo, por exemplo, é uma boa alternativa.

O perigo de falar com estranhos

É importante começar a proteger seus filhos de pessoas mal intencionadas desde cedo. O ideal é que esse trabalho seja feito aos poucos, explicando sempre que apesar das pessoas da família e amigos serem bacanas, algumas outras pessoas adultas podem não ser tão legais.

As crianças tendem a achar que adultos são sinônimos de segurança, mesmo os estranhos, por isso é importante ensinar sempre sobre a diferença de estranhos e conhecidos e a importância de não aceitar nada que for oferecido por estranhos.

E quem tem o costume de falar com as crianças sobre bicho-papão e o homem do saco, pode parar desde já. A criança precisa entender que as pessoas que podem oferecer risco são as pessoas comuns, adultos que não tem aparência assustadora e que normalmente vão parecer até bastante simpáticos.

Segurança da Família

Sobre a causa

Enquanto o Estado e gestores públicos não acabam com a violência, o que resta ao cidadão? Adotar medidas de defesa, mudando comportamentos pessoais e tudo mais que estiver a seu alcance! No "Segurança da Família" você terá acesso a informações sobre como se defender e evitar a violência, além de conhecer melhor os seus direitos! Leia mais

Envie seu Comentário

5 + 3 =