Novo golpe no Whatsapp

Mais uma vez os usuários do Whatsapp são as vítimas escolhidas por golpistas. Elaborado, o golpe desta vez não usa vírus ou links maliciosos para clonar o aplicativo das vítimas, mas sim sites de vendas ou anúncios.

Como o golpe funciona?

Depois de escolher como vítima alguém que esteja anunciando produtos em sites como OLX, Mercado Livre, ZapMóveis, os criminosos entram em contato com esse vendedor e se passam por atendentes do site de vendas.

Na mensagem, afirmam que há reclamações referentes ao contato do cliente no anúncio de venda e pedem que ele confirme seu número, fornecendo o código enviado por SMS.

Ao mesmo tempo, os golpistas tentam ativar o Whatsapp dessa pessoa por outro dispositivo Ou seja: o código enviado por SMS se refere a uma autenticação do próprio Whatsapp, que recebeu a solicitação de ativação em um novo aparelho e envia o código para checar a identidade do usuário. Distraída, a vítima recebe um sms com um código e o envia para os criminosos, que assim são capazes de clonar a conta no mensageiro.

Como a vítima é lesada

A segunda parte do golpe é onde, de fato, os criminosos obtém vantagens financeiras. Os fraudadores enviam mensagens para os contatos mais recentes, geralmente familiares ou amigos próximos da pessoa, e pedem empréstimo para uma despesa urgente. Não há um padrão nos valores pedidos, mas se o contato se disponibilizar a dar o dinheiro, os criminosos passam sempre a conta bancária de um laranja para os depósitos.

Para se proteger

A melhor forma de se proteger desse golpe é ativando a dupla autenticação do WhatsApp. Com esse recurso, o usuário pode confirmar sua identidade de duas formas: pelo SMS recebido e por uma senha, que é pedida sempre que o app for reinstalado em um novo aparelho.

Mais do que isso, mesmo que você não tenha a verificação em duas etapas ativadas, nunca compartilhe com ninguém qualquer tipo de código que receber. O próprio WhatsApp também tem buscado alternativas. Na última semana, por exemplo, a mensagem SMS que é enviada com o código de autenticação vem com um aviso, logo após a sequencia numérica: “não compartilhe esse código”.

Além disso, já falamos aqui muitas vezes, mas nunca é demais reforçar mesmo que esse novo golpe tenha um foco distinto: Não clique em links do Whatsapp que você não saiba exatamente do que se tratam. Principalmente se eles forem ligados a promoções e ofertas muito tentadoras e mirabolantes. Recebeu um link suspeito? Antes de clicar, procure rapidamente informações sobre ele no Google. Com certeza alguém já foi vítima antes de você e será possível encontrar uma reclamação.

Para quem já teve a conta roubada, a orientação é avisar o mais rápido possível a amigos e familiares e tentar recuperar o número, solicitando uma nova verificação por SMS. Para isso, o usuário deve fazer login no WhatsApp, e confirmar o código de seis dígitos que chega via SMS. Assim, qualquer outra pessoa utilizando a conta será desconectada automaticamente.

Segurança da Família

Sobre a causa

Enquanto o Estado e gestores públicos não acabam com a violência, o que resta ao cidadão? Adotar medidas de defesa, mudando comportamentos pessoais e tudo mais que estiver a seu alcance! No "Segurança da Família" você terá acesso a informações sobre como se defender e evitar a violência, além de conhecer melhor os seus direitos! Leia mais

Envie seu Comentário

5 + 4 =