Sabemos que escolher o colégio dos filhos não é uma tarefa fácil. Muito além de localização ou método pedagógico empregado, é preciso estar atento também a diversas questões de logística e segurança antes de chegar ao veredito final.

Pensando nisso, separamos uma série de dicas que podem ajudar e muito na tomada de decisão! Confira:

– Todas as dependências devem ser visitadas pelos pais. Veja se os banheiros são limpos e têm assentos de tamanho adequado. Na cozinha, confira a higiene no preparo das refeições.

As crianças devem ter à disposição espaços (como pátios) destinados à brincadeira – um descoberto e outro com cobertura, para os dias de chuva e frio.

– Observe os materiais utilizados no acabamento de teto, paredes e pisos. Eles devem ser resistentes, de fácil limpeza e adequados ao clima. Veja também se no local de brincar o chão é antiderrapante e amortece quedas.

– As janelas na altura das crianças devem ser de vidro antiestilhaçamento Todas devem estar protegidas com grades ou telas de segurança, para evitar quedas.

Os profissionais do berçário devem sempre auxiliar as crianças na subida e na descida da escada, se houver.

– Tomadas devem estar protegidas com tampas de plástico, para a criança não levar choque.

– As quinas dos móveis devem receber protetores de silicone.

 Repare se os brinquedos disponíveis no local são adequados para a idade das crianças que os utilizam. Se estiverem quebrados, velhos ou mal conservados, acenda o sinal vermelho. Peças pequenas, que podem ser engolidas, são proibidas.

Segurança nas escolas

– Avalie a limpeza do local como um todo e imagine seu filho passando várias horas nos diversos espaços da instituição.

– Quando está aprendendo a andar, é normal a criança rolar pelo chão e engatinhar. Por isso, o piso deve estar limpo, e o ideal é controlar o uso de sapato no local onde essa atividade acontece.

– Pergunte se o berçário observa a carteira de vacinação das crianças e promove campanhas de conscientização.

– Não deixe de perguntar sobre a política da escola em relação aos alunos doentes. Muitas acabam aceitando a criança mesmo quando ela não está bem. Isso, porém, coloca as demais em risco.

– E se o seu filho brigar na escola? Se for mordido pelo colega ou entrar na disputa por um brinquedo? É importante saber como os cuidadores e professores lidam com esse tipo de situação e como a disciplina é imposta. Escolha a que tem a abordagem que mais se aproxima aos valores de sua família.

 Pais que não podem levar e buscar o filho no colégio devem perguntar se a instituição tem motoristas conveniados e de confiança. Observe se o veículo é identificado com a faixa de “escolar” e também as condições de conforto e segurança.

saida das escolas

– Questione a escola sobre o processo adotado para a entrada e a saída de crianças. Pergunte, por exemplo, como a instituição age quando os pais não podem buscar o filho e um parente tem de ir pegá-lo. O grau de cuidado que a instituição demonstrar pode ajudar a tomar uma decisão.

– Peça para conhecer a cozinha e repare na limpeza. Funcionários devem usar toucas e ter unhas curtas. As janelas devem ter telas anti-insetos.