5 ensinamentos para a segurança dos filhos

Nenhum pai sequer imagina ver o filho passando por uma situação de risco. Mas a verdade é que em um país cada vez mais violento se torna necessário um cuidado redobrado com a segurança das crianças.

Claro que não podemos criar crianças com medo, que não tenham liberdade – ou coragem – de sair de casa. Mas é importante que elas saibam que assaltos e furtos podem acontecer, com ou sem a presença dos pais.

É preciso educar nossos filhos sobre a segurança, oferecer as informações necessárias para que eles saibam agir em situações perigosas. Vamos então ver algumas dicas do que ensinar para os mais jovens?

saida das escolas

1. Nunca ande sozinho

Essa dica vale mais como prevenção do que para os momentos de assalto em si, mas é extremamente importante de ser repassada aos jovens. Não importa o quão segura pareça uma rua, é sempre bom que ele não esteja sozinho.

Peça para que ele sempre siga o caminho que você indicar, sem atalhos e que tente não andar desacompanhado. Além disso, te informar sobre mudanças no trajeto, sobre a necessidade de caminhar sozinho para algum lugar ou sobre a presença de alguém estranho no caminho são atitudes indispensáveis para que ele esteja seguro.

E não esqueça de ensinar a não andar com celular, tablet ou dinheiro nas mãos. Os objetos de valor devem estar devidamente guardados no bolso ou na mochila para que ele chame menos atenção.

2. Não desafie o criminoso

Reagir a um assalto nunca é uma alternativa boa, não importa quantos anos você tenha. Reforce com seu filho a ideia de que nenhum bem material vale mais do que a vida dele e que por isso ele deve entregar tudo o que for pedido pelos bandidos sem argumentar.

Ele deve também manter a calma, não se mostrar muito agitado ou nervoso. Explique que um gesto mais “afobado” pode ser interpretado como reação pelo bandido e que por isso ele deve sempre em voz alta o que vai fazer. Frases como “vou pegar meu celular na mochila” e “o dinheiro está no meu bolso de trás” podem ajudar a evitar que o ladrão se assuste com algum movimento brusco, por exemplo.

cuidados com as crianças

3. Anotações mentais são importantes 

Incentive seu filho a dar muitos detalhes sobre o criminoso (se possível), como características físicas, roupas, o veículo em que ele estava. Lembre-o que, muito mais importante do que reagir é estar atento a tudo o que acontece para que as informações possam ser passadas para a polícia depois.

4. Cuidado com estranhos

A mais antiga das dicas ainda é muito eficaz. Seu filho precisa saber que não deve falar com estranhos, não importa o quão amigável eles possam parecer. E se alguém tentar agarrá-lo, diga para que ele grite e tente fugir, revidando com chutes e falando em voz alta que aquele não é seu pai.

5. Denunciar sempre

Falando em “detalhes para a polícia”, é preciso ensinar pra os jovens que eles devem sempre reportar a polícia em caso de roubos e furtos. Essa dica é importante mesmo para aqueles casos em que o ladrão passa correndo ou de bicicleta e leva o celular ou mochila.

Explique que essa atitude é importante para que a polícia possa evitar que esse criminoso volte a agir.

Segurança da Família

Sobre a causa

Enquanto o Estado e gestores públicos não acabam com a violência, o que resta ao cidadão? Adotar medidas de defesa, mudando comportamentos pessoais e tudo mais que estiver a seu alcance! No "Segurança da Família" você terá acesso a informações sobre como se defender e evitar a violência, além de conhecer melhor os seus direitos! Leia mais

Envie seu Comentário

6 + 3 =